Fundadores


Francisco Antunes de Brito e Amaral

Francisco Antunes de Brito e Amaral nasceu em Aldeia das Dez, Concelho de Oliveira do Hospital, a 19 de Junho de 1915.
Vindo para Coimbra frequentou o Liceu José Falcão, à época instalado no edifício do Colégio de S. Bento, aos Arcos do Jardim. Terminando este, ingressou nos Preparatórios Médicos, seguidos da Licenciatura em Medicina, na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Foi assistente do Prof. Doutor Elysio de Moura e trabalhou no Hospital Psiquiátrico Sena (situado nos actuais Blocos de Celas dos HUC) onde este era director. Concluiu a Especialidade de Psiquiatria em 1944. Como na época a Neurologia estava mais avançada em Lisboa, foi lá que tirou esta Especialidade, sob a direcção do Prof. Doutor Egas Moniz e seus colaboradores.
Inscrito na Ordem dos Médicos como Especialista em Neurologia e Psiquiatria, exerceu nestas áreas no seu consultório do Largo da Portagem, em Coimbra, onde era procurado por pessoas de todo o país, incluindo as ilhas. Em 1952 foi um dos fundadores da Clínica de Montes Claros, de que foi também gerente. Participou em muitas reuniões científicas onde recebeu e transmitiu novos conhecimentos. Com elevado espírito de solidariedade, ajudou a desenvolver o Clube “Pirilampos”, que viria a dar origem ao Clube Desportivo de Celas, onde deu consulta de forma gratuita, numa altura em que o acesso aos cuidados de saúde era difícil para os mais desprotegidos. Fez também parte da Direcção do Clube União de Coimbra sendo concomitantemente médico dos atletas deste clube. Paralelamente, ajudou a desenvolver o escutismo em Coimbra, fundando, com outros antigos escuteiros, a Fraternidade Nuno Alvares, tendo-lhe sido atribuída a Cruz de Mérito pelo Chefe do C.N.E.

Faleceu em 20 de Setembro de 1983, aos 68 anos.